terça-feira, 14 de abril de 2015

Crepes com Matemática

Ontem fizemos crepes e comemos todos, não sobrou nem um, e também fizemos muitas contas com frações. Que parte do quilo são 200g? E 250g? E 10g, quantas vezes cabem dentro de 1 quilo? Estudámos o quilograma e as gramas e percebemos como funcionam as frações. Não falámos de conceitos como fração, nem numerador, nem denominador, nem divisão. Apenas os utilizámos na prática, no momento, quando foi preciso, e tentarei fazê-lo daqui para a frente como rotina, como forma de consolidar, encontrando situações no dia a dia para por em prática o uso das frações e talvez mais para a frente olhemos para as coisas de uma maneira mais formal. 

Quando os sinais que recebemos da criança são de confusão com conceitos, em vez de a afogarmos  neles, só temos que encontrar uma forma prática e informal de apresentar as coisas, de mostrar como funcionam no dia a dia e certificarmo-nos de que a criança consegue usá-las. Se o objetivo é perceber como funcionam as frações e para que servem, para quê complicar, com papéis e fichas inúteis que só vão criar aversão nas mentes dos mais pequenos? Claro que, de dia para dia, podemos aprofundar as questões, podemos dificultar os problemas, mas ainda de uma forma pouco conceptual. 

Sei que muitas pessoas consideram esta forma de aprender muito "no ar", muito pouco concreta, que acreditam que as crianças precisam de treino escrito e de fazer exercícios para consolidarem as coisas, mas para mim isso já deixou de fazer sentido há muito tempo. Depende das crianças, claro,  não há regras, é apenas seguir e respeitar a velocidade da criança e a sua vontade. Dá trabalho e puxa pela imaginação encontrar formas práticas de ensinar a matemática, de encontrar no dia a dia desculpas ou oportunidades para falar nas coisas, mas para mim é assim que faz sentido, é assim que as crianças aprendem sem criarem aversão. Acredito que chega uma altura em que podemos aprofundar as coisas de uma forma mais teórica, mas acredito também que as crianças nos dão sinais de quando o querem fazer e se estão preparadas para isso.

No meu caso pessoal é mais fácil fazer este exercício mental porque não sou matemática, não é um tema que domine com destreza a partir de certa altura, e por isso consigo facilmente colocar-me ao nível deles, pensar como eles e chegar a soluções práticas. É-me mais fácil colocar questões e perceber como eles chegam às soluções e depois seguir o seu raciocinio . Mas também revelo a minha dificuldade em aprofundar os temas quando chegamos a um nível mais avançado. Aí recorro mais aos livros, à teoria, confesso.







Agora, deixo-vos com a parte doce do dia de escola. A receita de crepes que nos levou às frações e às contas de dividir e que nos encheu a barriga e a alma.  

Crepes com tahini de cacau:
50g farinha de arroz
50g farinha de aveia
150g farinha de trigo
500g de leite de arroz
10g de azeite
1 pitada de sal
Tahini com cacau para barrar

Colocar todos os ingredientes numa taça e bater com a batedeira até ficar homogéneo. Para quem tem bimby, colocar todos os ingredientes no copo e programar 15SEG/VEL6.
Colocar uma frigideira untada com óleo ou azeite em lume alto e ir deitando pequenas porções. Quando as pontas do crepe começarem a ficar douradas, usar uma espátula para o virar e tostar do outro lado. No final, barrar com tahini de cacau.
Uma delícia!!

8 comentários:

  1. Olá :)
    Não tenho leite nem farinha de arroz, pode ser com leite e farinha de aveia, por exemplo?
    Beijinhos :*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Creio que sim. Talvez altere um pouco o sabor, mas creio que funciona. Às vezes a questão das farinhas tem mais a ver com a textura, mas pode sempre tentar...

      Eliminar
  2. Olá! Antes de mais parabéns pelo seu blog! Tenho 2 filhos que adoram tudo o que tenha chocolate mas tento sempre dar-lhes o que me parece mais saudável. Vi este tahini com cacau e despertou-me o interesse! Pode dizer-me onde compra esse creme? Obrigada. Beijinhos e muitas felicidades!

    ResponderEliminar
  3. Olá Ana, costumo comprar numa mercearia ao pé de casa. Tem açúcar mascavado, mas não tem mais nada daquelas coisas que fazem tão mal.
    Não sei onde poderá encontrar...
    Obrigada pela visita!
    Um beijinho

    ResponderEliminar
  4. tenho de procurar esse chocolate....
    como tenho um filho que rejeita qualquer leite, queijo, iogurte, manteiga e todas as suas variações, passei a fazer-lhes panquecas muitas vezes, vou variando nas farinhas, às vezes acrescento iogurte, canela, sementes de chia e/ou outras variações mas o chocolate no final faz com que possa arriscar tudo na massa que eles toleram tudo ;) e o chocolate que consomem não é de facto nada saudável para o consumo diário :(

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá! Como já disse, este Tahini de cacau compramos aqui ao pé de casa, mas acho que é difícil de encontrar noutras lojas.
      Na Miosótis, no Brio, é capaz de haver uma espécie de Nutella mais saudável. É uma questão de procurar nessas lojas de produtos bio. Embora nem tudo o que é bio seja saudável...
      Um beijinho

      Eliminar
  5. e sim viva a abertura que nos faz puxar muito pela cabeça mas procurar sempre a máxima que aprender deve envolver prazer, quanto mais envolver o corpo melhor e se ainda der para brincar enquanto se aprendem coisas novas ainda melhor......às vezes não é fácil encontrar outras formas de transmissão de conhecimentos...também gostamos aqui de encontrar mnemónicas ....têm resultado com a tabuada....não me interessa que a "cantem seguida"....mas às vezes umas associações de ideias em multiplicações chave permitem avançar para outras....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, viva a nossa capacidade de inventar, à nossa criatividade. Vamo-nos adaptando a cada criança e às suas necessidades...

      Eliminar