quarta-feira, 3 de março de 2021

Wassily Kandinsky e o Estudo das Cores


A semana que passou foi dedicada ao estudo da arte e da vida de Wassily Kandinsky.

 O estudo das cores é sempre uma actividade divertida porque as minhas crianças gostam de explorar a mistura das tintas. Fizemos um jogo em que cada um de nós começava com duas cores das 5 que temos, que são as três cores primárias e o preto e o branco. Depois, podíamos ir adicionando uma cor de cada vez e ver o que acontecia.

 A única regra que tínhamos era a de adicionar a próxima cor à mistura já existente sem deitar fora a anterior. Foi desafiante, mas conseguimos cores bem divertidas.

Eu comecei com vermelho e preto, o Simão com vermelho e azul e o Matias com azul e amarelo. No final obtivemos uma quantidade de cores enorme que nos permitiu umas boas misturas mais tarde na tela. O Lourenço não se juntou a nós nas pinturas, tinha ido fazer o seu treino de corrida com o pai, mas juntou-se mais tarde para fazer as colagens.



Depois da brincadeira com as cores, esperámos que tudo secasse e recortámos quadrados e círculos de diferentes tamanhos para colarmos uns nos outros e assim construirmos o nosso Kandinsky. 

Usámos cartolina preta como fundo e fizemos duas colagens de 3x4 quadrados.

O grande objectivo era construirmos uma tela com colagens que fosse inspirada na pintura de Wassily Kandinsky, Colour study: squares with concentric circles.

À medida que explorámos as pinturas de Kandinsky, fui lendo para as crianças a sua biografia e esta foi sem dúvida a parte que eles mais gostaram de aprender. Kandinsky viveu durante as duas guerras mundiais e muitas das suas pinturas foram confiscadas e destruídas pelo governo nazi o que deixou as crianças curiosas e a pedirem para estudarmos a 1º e a 2º guerras mundiais.

Mais um tema a explorar!! 

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2021

Cada Criança é um Ser Único

 


Ao longo destes quase 9 anos de homeschooling, já mudei de plano mais de uma dezena de vezes, já me senti frustrada umas outras tantas, já houve dias de pura felicidade e certeza do caminho que escolhi, já fiz planos para os nossos dias que acabei por deitar no balde do lixo, e acima de tudo já desisti de tentar que os meus filhos fossem o que quer que fosse que eu ambicionava mas que não estava neles. E essa, foi sem dúvida a maior aprendizagem.

Por muitos livros que leia ou teorias que ouça, se não me ligar aos meus filhos, se não os escutar, sentir, ou observar, nunca saberei que criança tenho à frente e que plano traçar. E posso afirmar que tendo várias crianças, tenho tido sempre vários caminhos, e que se algumas vezes consigo encontrar pontos em comum entre eles, a maioria das vezes tenho que percorrer vias diferentes para chegar ao mesmo fim.

Tem sido um percurso de conhecimento e aceitação das crianças que a vida me trouxe, de uma enorme aprendizagem para mim, de que cada um daqueles seres é único e merecedor do meu amor incondicional.

 E no final o que vale mesmo é aceitar que seja qual for o caminho escolhido por cada um deles, o mais importante é estarmos lá para apoiar essas ambiciosas decisões, os abraçarmos naqueles momentos em que a vida os magoa e lhes troca as voltas e partilharmos aqueles momentos em que os seus olhos brilham de felicidade. 

terça-feira, 23 de fevereiro de 2021

Moinhos de Papel



Gosto muito da página do TheDadLab no instagram e vi-o fazer um moinho de papel bem simples e engraçado que mostrei aos miúdos para fazermos também. Usámos folhas de papel de Origami para facilitar a tarefa porque já são quadradas.
O Simão deu a ideia de fazermos um tutorial dos nossos moinhos com fotografias tiradas por ele e com explicações escritas por mim. 

Para fazermos estes moinhos precisamámos de:
 folhas de papel quadradas
 tesoura
 cola
pioneses (usámos uns pregos para artes porque não tinhamos pioneses)
lápis de cor 

E agora o passo a passo:
dobrar a folha em forma de triângulo, canto com canto, nos dois sentidos, para marcar a zona a cortar.



Cortar a folha dos cantos para o centro um pouco mais do que metade da distância entre o canto e o centro.


Colocar cola no centro para colar as pontas do papel cortadas. Ter atenção para colar sempre as pontas do mesmo lado. 


Ir colocando cola por cima de cada canto já colado até colar todos os cantos. 


Recortar um círculo de papel e colar por cima de todos os cantos já colados.


Atravessar o centro do círculo até ao outro lado com um pionés e alargar um pouco o buraco para que o moinho possa rodar e pregar o pionés num lápis de cor.


Quem quiser pode cortar as pontas compridas do moinho. Nós achámos que rodava melhor com as pontas um pouco cortadas.



Se quiserem ver o nosso moinho a rodar podem ver o vídeo na nossa página de instagram unschooling_3_boys
Boa sorte com os vossos moinhos!
 

domingo, 21 de fevereiro de 2021

Pena e Osso: as Crónicas do Corvo



Bom, nem sei que diga! Acabámos esta trilogia com cerca de 600 páginas no total e sentimos uma saudade enorme de todas as personagens. Para o Simão é mais uma nota máxima no nosso top 10 de leituras. É um livro tão bem escrito, uma história tão bem inventada, com personagens tão sólidas.

Sinto-me muito grata ao meu companheiro de leitura por me levar neste caminho de descoberta de livros maravilhosos que muito provavelmente nunca descobriria se não andasse nesta busca de histórias para ele.

E será que o Simão as iria ler sozinho? Provavelmente não. Ler é difícil no início, é demorado, é um exercício de enorme concentração, é preciso um certo esforço, que quem ainda não é fluente na leitura depressa desiste de fazer. 

E muitas vezes, as histórias facéis de ler têm pouco interesse. Acredito que o Simão vai ser um grande leitor quando chegar a hora, mas sem pressas, porque ouvir ler e viver aqueles momentos embrenhado nas histórias vai de certeza deixar-lhe uma paixão por bons livros.


quarta-feira, 17 de fevereiro de 2021

Dez Histórias de Fantasmas

Esta tem sido a escolha literária do Matias nos últimos dias. Ele diz gostar deste livro porque é muito assustador e tem "episódios". Sempre foi um livro muito apreciado por todos os meus filhos, todos gostam do assustador e de histórias com monstros, mas o mais curioso, é que o Matias gosta de ouvir estas histórias mesmo antes de ir para a cama.

São dez histórias assustadoras, adaptadas das originais, uma delas de Edgar Allan Poe e outra de Charles Dickens.

Recomendo, para aqueles que gostam de histórias com fantasmas!!


terça-feira, 16 de fevereiro de 2021

Volume dos Sólidos Geométricos








Andamos a estudar o volume dos sólidos geométricos. Construí os sólidos em papel quadriculado e temos andado a explorar como chegamos ao volume de cada sólido. Sem contas, sem números, apenas percebendo a relação entre a área da base de cada sólido e a sua altura para se chegar ao volume. 

Claro que o Matias encontrou outras funcionalidades muito mais interessantes para os sólidos!!


sábado, 6 de fevereiro de 2021

Um Livro Numa Caixa de Fósforos



A Nazaré dos Hipopomatos Na Lua lançou um desafio de fazermos uma história dentro de  uma caixa de fósforos. O tema era "O Livro do Segredo". Adorei o desafio e dediquei-lhe uma tarde inteira.

Desta vez foi um projecto apenas meu, sem as crianças. Eles não quiseram juntar-se e eu passei horas de volta do livrinho. Adoro fazer coisas com papel e um dia ainda vou aprender ilustração infantil...

Aqui fica o resultado do meu primeiro livro.